5 Filmes de terror que precisam ser vistos antes de morrer

Por Igor Rodrigues

 

Night of The Living Dead (1968) – George Romero:

 

É um marco para o cinema de zumbi, que antes deste filme não havia sido inventado ainda. George Romero traz o gênero com um filme cheio de críticas sociais importante, que foi registrada em 99 pela Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos como um filme historicamente, culturalmente ou esteticamente importante. Não tem como não falar de “undeads” ou zumbis sem mencionar este filme, é o começo do cinema cult, do gênero zumbis. A obra conta a história de um grupo de pessoas presas em uma fazenda depois que um satélite caído na terra, com alta radiação trás vida aos mortos, que estão sedentos por carne humana.

 

Fome Animal (Dead Alive – 1992) – Peter Jackson

 

Mais um filme de zumbis, mas desta vez importante para o mundo trash/gore, do cinema B. O primeiro filme do diretor Peter Jackson, e que é um dos filmes imperdíveis que conta a história da cena trash, e do gênero B. Filme marcado por muito sangue, mortes e com produção baixa, mas com roteiro forte e marcante. A história é de uma mãe super protetora, que não larga seu filho (Lionel Cosgrove). Ela é mordida por uma macaca-rata da sumatra, e por isso contraí uma doença que a transforma em zumbi. A mãe de Lionel sai comendo todo mundo, e transforma a pacata cidade em um caos, rodeado de zumbis, onde o garoto Lionel precisa proteger a sua amada princesa, por quem é perdidamente apaixonado.

 

A hora do pesadelo (1984) – Wes Craven

 

Importante por tudo: pelas cenas entre o real e irreal, pelo trabalho de fotografia, pelo roteiro de Wes Craven (que o tornou sucesso e o fez ficar famoso no gênero) e a maquiagem e atuação de Robert Englund. A história é de um assassino chamado Freddy, que rapta e mata crianças, depois de ser descoberto, é queimado vivo e na beira da sua morte promete voltar e matar todos que o causaram danos. Ele volta então no pesadelo, matando-as.

 

O Exorcista (1973) – William Petter Blatty

 

Filme que fala sobre ocultismo, que bate de rente com a igreja e com seus preceitos religiosos. Muito importante pela narrativa e o fato de falar de algo que antes era visto como apenas ritual religioso. O escritor William Peter Blatty escreve o livro em 1971 e em 1973 é lançado o filme inspirado no livro best-seller mundial.

 

À meia noite levarei a sua alma (1963) – José Mojica Marins (Zé do Caixão)

 

Pode não ter sido o melhor filme do Mojica mas é um marco no cinema brasileiro por ter sido o primeiro filme de terror tupiniquim. Mojica foi o grande  pioneiro do chamado cinema boca do lixo, que outros grandes diretores. Acima disso, ele foi o grande pioneiro do terror brasileiro, que deu força ao gênero e trouxe outros filmes depois. Grande parte dos filmes B, boca do lixo, ou trash (nomes dado ao gênero terror independente) brasileiros vieram graças ao Mojica. O filme conta a história de Zé do Caixão, que está à procura de uma mulher que possa gerar seu filho perfeito. Descrente e violento, mata qualquer um que esteja em seu caminho. Mas Zé do Caixão descobrirá que fantasmas existem da pior maneira. Um filme que, segundo o trailer é violento, sádico, horripilante e TÉTRICO.

Você Também Vai Gostar