Rotten Tomatoes É Vilão? | Fora de Cena 01

 

Por Pedro Amaro

A crítica cinematográfica sempre enfrentou obstáculos de aceitação (historicamente falando). Embora, a própria tenha fornecido inúmeros benefícios ao cinema, alguns veículos são vistos como vilões. O site Rotten Tomatoes talvez seja o maior símbolo dessa imagem atualmente.

Mas será que existe algum problema em ler o site?

O Rotten Tomatoes é um site que “resume” as opiniões dos críticos em relação ao filme. Sob esse aspecto eu acho super válido a proposta do site: dar um resumo da aprovação crítica em números. Funciona (e muito) para revelar ao público um pouco da opinião mundial sobre um filme.

Isso quer dizer se o filme foi bom ou ruim?

NÃO! Jamais!

A seguir você vai ler um trecho publicado pelo crítico Pablo Villaça em seu site:

“Quando um agregador de críticas como o Rotten Tomatoes ou o MetaCritic aponta que “93%” dos críticos aprovaram La La Land (ou que a cotação média resulta neste valor), isto não significa que 93% deles amaram o filme; apenas que o aprovaram. Eu, por exemplo, comentei vários elementos problemáticos da obra, mas minha crítica no Rotten Tomatoes é “fresh”. “

Muitas pessoas confundem a mensagem do site. Ele não informa se um filme é melhor do que o outro, ou se é bom ou ruim, apenas a recepção dos críticos do site (Villaça é um deles, assim como Desson Thomson, e  Stephen Hunter, por exemplo).

 

O que justifica um filme como bom ou ruim é o seu argumento e não uma nota.

Considero La la Land ótimo filme, mas não supera um dos maiores clássicos do cinema nacional.

Considero La la Land ótimo filme, mas não supera um dos maiores clássicos do cinema nacional.

Não estou dizendo que nota é errado para julgar um filme, eu acredito que toda forma de revelar sua opinião sobre um filme é válida. Porém, acredito que uma nota JAMAIS vai substituir um argumento bem desenvolvido (por isso não usamos nota aqui no Claquete). Um simples número como avaliação pode gerar equívocos de interpretação do leitor, para alertar desse perigoso eu defendo a seguinte ideia:

Nota = crítica rasa = interpretação superficial da obra.

Quando você oferece argumentos, você expõe ideias. E isso, faz com que o público possa se questionar dos pontos que foram ressaltados, como dizer que o filme Passageiros (2016) apresenta uma motivação machista do personagem principal ou que Birdman (2014) evoca uma metalinguagem que pontua não só o teatro como os filmes de super-heróis, por exemplo. A partir disso, você pode questionar o autor e apontar possíveis equívocos em seu raciocínio ou oferecer um outro olhar, para concordar ou discordar com a opinião que foi desenvolvida.

Mais uma vez, gostaria de deixar claro: não sou contra usar notas, porém defendo firmemente a ideia de que isso não aponta a qualidade de um filme.

Da mesma forma como uma nota não pode avaliar todo o potencial intelectual de um aluno, a capacidade de um professional e a arte envolvida em uma obra.

Sendo assim, o problema não é o Rotten Tomatoes. O erro é quem acredita que o site é um medidor de qualidade de uma obra.

Passe esse texto para o seu colega que pensa diferente de você.

 

Curta Nossa Fan Page AQUI

Se Inscreva em Nosso Canal no Youtube AQUI

Você Também Vai Gostar

  • Cinéfilo da Terra 2

    ÓTIMO texto! Concordo 100%.
    Notas não deveriam ser vistas como parâmetro de qualidade.

    • ranger verde o gente boa

      neh