Filmes Aumentam Vendas de Gibis? | Artigo

Por Pedro Amaro

Desde o advento do gênero de super heróis nos cinemas, escuto com certa frequência a seguinte afirmativa: os filmes fazem vender mais quadrinhos.

Me interessei em aprofundar essa questão para saber um pouco mais da relação cinema-quadrinhos (mas você também pode levar cinema-produto).

Selecionei os últimos filmes de super heróis e me restringi o estúdio da Marvel e o da Warner (que produz os filmes da Dc Comics). Fizemos um gráfico para você poder entender como foi o impacto do filme.

Vamos conhecer primeiro as maiores bilheterias do gênero:

 

Obviamente, o lucro de ambas (Marvel Studio e Warner) está ligada ao sucesso na bilheteria. Já a venda de gibis é diferente.
Nos EUA a maior distribuidora de quadrinhos é a Diamond. Essa, é a responsável por entrar em contato com os lojista e informarem o que vai sair e por qual editora. Os donos dessas lojas fazem o pedido baseado no que conseguem vender pro consumidor final (os leitores).

Então, os números informados aqui não representam quantas vendas foram feitas para o consumidor final, e sim quanto foi distribuído para as comic shops.

 

Vamos observar alguns casos. Os dados estão diretamente ligados ao período de antes, durante e depois da estreia do filme em questão:

Reparem que o filme chamou atenção, mas não impulsionou as vendas.

 

Os Guardiões conseguiram fisgar mais leitores, mas a mudança não foi significativa.

 

Um dos maiores eventos da Marvel em 2016 levantou as vendas. Pode ser considerado um exemplo positivo, embora tenhamos na época duas revistas do Capitão América.

 

A Era de Ultron chamou atenção, mas logo em seguida não se manteve em crescimento.

 

O primeiro filme dos Vingadores conseguiu alterar a indústria de gibis. Vale lembrar que é o maior sucesso comercial da Marvel.

 

Você podem observar que tirando algumas exceções, não há uma alteração significativa nas “vendas”.

Vamos observar a Dc Comics:

Vejam a partir da estreia do filme. Os números não se mantiveram no topo.

 

Esquadrão Suicida teve críticas negativas altas. Apesar do sucesso comercial do filme, as vendas não surtiram mudança.

 

A revista de ambos os heróis chegou a ser cancelada. O filme não conseguiu dar nenhum gás.

 

Aqui, temos uma exceção. Batman ganhou uma subida nas vendas.

 

Apesar do gráfico anterior, Batman é sucesso de gibis. Aqui, as vendas aumentaram ainda mais.

O maior caso dessa questão é a estreia do Batman (aquele do Tim Burton). Onde se observou a batmania tomando conta das grandes cidades e das grandes lojas de quadrinhos, mas mesmo assim tem distorções por causa do começo do mercado especulativos dos anos 90.
Sendo assim, se torna visível que a produção cinematográfica interfira (de forma positiva) nas “vendas” de gibis. Porém, não é uma regra e nem algo que se evidencie com certa frequência. Analisar os número (e um pouquinho de experiência) mostram o contrário.

Gostou do artigo?
Deixe nos comentários a sua opinião. Ter um feed back de vocês é muito importante para nós.

Curta Nossa Fan Page AQUI

Se Inscreva em Nosso Canal no Youtube AQUI

Você Também Vai Gostar

  • Brunno Sena

    Um texto excelente que reflete bem o impacto do cinema no mundo das HQ’s. Mas será que isso também é possível em outros mercados, como o sul americano e o chinês?

    • Pedro Amaro Lima

      São dados mais complicados de alcançar. Mas é um bom tema.

  • Fernando Moura

    Porra! Muito bom o trabalho feito dessas estimativas. Dá pra se ter uma noção legal. Sou fã da Marvel mas nao sei até hoje como alguem pode dizer que os Guardioes da Galaxia foram melhores que o segundo filme do Capitao. E viu-se la que, aparentemente, a galera nao gostou do Sam como caps. Tenta fazer uma dessas pesquisas agora a respeito das mudanças nas Hqs a partir desse boom(de merda) do politicamente correto de ambas as editoras. Como essas mudanças podem ter afetado as vendas ou nao. Vlw parabens!

    • Pedro Amaro Lima

      Olá, Fernando. Eu também prefiro o segundo filme do Capitão mesmo não tendo um vilão marcante (na minha opinião).

      Sobre os quadrinhos, acredito que essa mudança editorial não surtiu tanto efeito assim. Embora os personagens tenham conquistados uma parcela relevantes de fãs.

      Obrigado pelo seu comentário e volte sempre.
      O próximo texto será sobre Watchmen e em seguida sobre Zack Snyder.